Só Poesias e outros itens....

  • Anexando Territórios e possibilidades expressivas

Translate

Seguidores

15 de set de 2008

Solidariedade



Mas o que é solidariedade?

O que é ser solidário.

Solidário, é sentir a necessidade de partilhar?
Sentir que o outro é diferente de você,
que a alegria de dar é superior à de receber?

É estender o braço a perna, dar as mãos, sem olhar o sexo,
a condição social, religiosa, ou política?

Dizer não ao egoísmo, a acomodação, à solidão?

Solidariedade é doação?

O que é solidariedade?

Palavra gasta, sem uso, morta...
que virou mais uma palavra
vazia.


foto: Artur Franco

27 comentários:

disse...

Será? Tão vazia assim...!
Mesmo dentro deste nosso, cada dia mais egoista e louco mundo...vejo pessoas que ainda acreditam e fazem tanto por outros...!
Será tão vazia assim...? E a esperança....!?
bjs

Francisco Castelo Branco disse...

São as crianças que mais precisam da nossa ajuda

james emanuel disse...

Uma espécie que trata assim seus filhotes faz desanimar...

Belo texto.


Um abraço.

Lizete Vicari disse...

Ju, linda postagem!
Emquanto as pessoas se unirem haverá uma esperaça!
Grande beijo. lili

Gená F. disse...

Palavra gasta, sem uso, morta, que pena! Principalmente para os idosos e pobres, penso eu ...
Beijos!

Gaspar de Jesus disse...

JU, enquanto ser humano, não posso nem quero, alhear-me desta denuncia...!
Infelizmente imagens como esta, podem encontrar-se um pouco por todo o lado, neste mundo cada vez mais injusto, inclusive em Portugal, país com apenas 10 milhôes de habitantes, dos quais 2 milhões, ou seja 20% da população vive abaixo do limiar da pobreza.
Bjs
Gaspar de Jesus

Isabel-F. disse...

Acho que , apesar de tudo, continua a não ser uma palavra vã.

expressodalinha disse...

A foto diz tudo. O texto incomoda... Incomodar é preciso. Ficamos todos à espera que sejam os outros.

sonia a. mascaro disse...

JU, imagem chocante e terrível, que faz lembrar aquela outra imagem da criança morrendo e um urubu esperando o final....

Penso que cada um vai dar o seu sentido e preencher o vazio e o desgaste de tantas palavras ...

Lembrando Gandhi: "É melhor que fale por nós a nossa vida, que as nossas palavras", e Goethe: "No mundo há muitas palavras mas poucos ecos".

Sua participação faz refletir.
Beijos.

Alice Salles disse...

Solidariedade está "morta" porque todo mundo acredita que cada um tem que tomar conta dos seus próprios umbigos. O mundo está cheio de umbigo e mais cheio ainda de gente que não o tem...

Adelino disse...

Ju Giogli, solidariedade não se define em palavras, mas em ações, creio.
Abraços, e meus parabéns pela participação.

Marcos Santos disse...

Lindo Ju!

Gostei muito e obrigado por sua solidariedade em visitar minha periferia.

Luma disse...

Ju, eu sei quando alguém está sendo solidário comigo e isso me emociona demais. Ser solidário pessoalmente é como ser amigo! Beijus

peri s.c. disse...

Mortinha da Silva

Webradio disse...

Bonsoir !

Que c'est triste de voir un enfant qui a faim !

A bientôt !
-----------------------
Boa noite!

É triste ver uma criança faminta!

Até breve !

Maria Augusta disse...

Ju, eu sou otimista, acho que as pessoas estão meio "anestesiadas", mas quando tem oportunidade estão prontas a ser solidarias.
Esta imagem é um grande apelo à solidariedade!
Beijos.

Silvares disse...

A eterna questão da forma e do conteúdo. Solidadriedade é uma palvra profunda que se usa demaisadas com uma leviandade malévola. Penso ter compreendido o alcance desta imagem e deste post.

Luci Lacey disse...

Ju

Solidariedade e um sentimento intimo que se revela em nossas atitudes.

E um ato de amor.

Lindo seu post.

Beijinhos

Ashera disse...

Só para garantir que estive aqui , e, que, já conheço a tua maneira de pensar e de falar (muito bem)
Concordo com tudo que dizes!
Beijos
Ashera
Ps,,, e palavras para quê?

Ery Roberto Corrêa disse...

Tratemos urgente de resgatar o valor perdido que este poema nos exorta.

Entendo que hoje demos um primeiro passo importante, histórico, pois é possível entender que todos os textos juntos são capazes de se transformar num grito de esperança.

Abraço.

Ery Roberto
www.infinitopositivo.blogger.com.br

Diz disse...

Tb é um prazer conhecer seus espaços, estou ouvindo jazz, adorei.
Sou fascinada por artes plásticas e jazz. Queria saber colocar isto lá.
Faço tudo só e não tenho mto tempo.
Adoro aquarelas- gostei das suas- aquelas manchas são impressionantes.
Um abraço.
Laura

Francine Esqueda disse...

Uau!!! Acredita que quase coloquei esta foto na minha postagem? Muito significativa e chocante! Parabéns pelo tacante texto!!!
Beijos no coração!
Conte comigo!!!!

Francine Esqueda disse...

Ops, tocante texto!

PMBC disse...

Vamos encher a palavra SOLIDARIEDADE!

Só- Poesias e outros itens disse...

Quero agradecer aos comentários aqui vindos para o Tertúlia com o tema Solidariedade.
Acredito que vivemos num mundo individualista, e a solidariedade anda neste jogo. Acredito também que a humanidade possa resgatar esse precioso bem. E assim preencher esta palavra que tornou-se vazia e ambígua em seu significado.

Obrigado à todos.


bjs.


JU Gioli

L.Reis disse...

...arrepiante...
...ficamos tão pequenos por dentro...
Um post à altura do tema. Parabéns!
(Obrigada pelos teus comentários :))

claire disse...

Ju, não posso ver a imagem nem me atardar sobre a tua postagem, salto. Força para ti.

Translate this page

Poesia Virtual

Poema ao acaso

Tertúlias Virtuais

Tertúlias Virtuais
Inscreva-se e participe - todo dia 15 um novo tema

Clique e Participe

Clique e Participe
2 de setembro: Tema Ecologia

@

@
Territórios Anexados : @

Selo-comments

Selo-comments

As escritas

As escritas

As geometrias

As geometrias

As artérias

As artérias

Prêmio 2008 - concedido por Varal de Idéias

Prêmio de novembro 2007

Prêmio de novembro 2007
concedido por Vi Leardi

Prêmio junho 2007

Prêmio  junho 2007

Prêmio concedido por "Varal de Idéias"

Prêmio concedido por "Varal de Idéias"
junho 2007

Premiação de Primavera 2007

Premiação de Primavera 2007
Concedido por Varal de Idéias e le Jardin Éphémère

Presente de Vi Leardi 2007

Presente de Vi Leardi  2007

Olhares

free web counter