Só Poesias e outros itens....

  • Anexando Territórios e possibilidades expressivas

Translate

Seguidores

21 de ago de 2008

Experiências estéticas


Sobre a arte... em Hans Hofmann.

"Arte não pode nunca ser imitação. Mais, a arte não é só o ôlho; nem é o resultado de considerações intelectuais. A arte está estritamente ligada a leis próprias:- ditadas pelo meio em que é expressa, e pela sensibilidade do artista em capturá-las.
Na pintura ela é a côr, a linha, os planos, e como esses fatores tornam-se dinâmicos com a capacidade sensitiva do artista que lhes dão vida."

Palavras do artista alemão Hans Hofmann ( 1880-1966)
Para conhecer seus trabalhos
visite o site e confira aqui
.
Estou num grupo de estudo sobre Arte, onde andamos discutindo o que diferencia A arte Moderna da Arte Contemporânea, e pesquisando esse artista contemporâneo, ele introduz em seus trabalhos a composição, a cor, e principalmente o "pensar" antes de pintar. Um tema relevante hoje, que no nosso entender estamos sem parâmetros para entender a arte atual.

10 comentários:

Fernando Zanforlin disse...

olá,ju.
se há diferença entre as duas, deve haver um preciso outro momento, quando surge a segunda (contemporânea).
não sei se há essa importância em classifica-las, isso foi um assunto principalmente burocrático de
nomenclatura no surgimento de museus querendo jusitficar pelo nome a sua predileção por um dado momento histórico das artes.
penso assim.
bj∞

Eduardo P L disse...

PENSAR ANTES DE PINTAR!

parabéns pela postagem!

Francine Esqueda disse...

Lindo... do jeitinho que eu gosto de ver, pintar e presentear!!!
Minha cara!!!
Adorei mesmo!

Ruvasa disse...

Viva, Ju!

Talvez nem saiba o quanto em mim cala fundo esse "pensar antes de pintar", em contraponto ao "pintar antes de pensar" ou ao "pensar depois de pintar".

Talvez um dia explique porquê.

Abraço

Ruben

Silvares disse...

Dois pequenos apontamentos:

A Arte Moderna nasceu no turbilhão da utopia democrática. Foi uma arte que procurou a síntese, a forma universal. O belo era procurado num mundo específico e diferente do "real". A arte moderna acrescentou uma outra realidade a este nosso mundo.

A arte contemporânea nasce em época de plena desilusão, é filha da utopia agonizante. O discurso individualiza-se e complexifica-se. Agora não há a possibilidade da síntese modernista, é um dadaísmo tresloucado e cínico, uma explosão de linguagens e percursos. Vivemos uma época de muitos artistas, nunca terá havido tantos em simultâneo a inundarem o mundo com as suas visões.

Só- Poesias e outros itens disse...

Um dos primeiros pintores modernos foi Delacroix, ao utilizar o fundo branco, liberando a pintura, e esta se sobrepondo ao desenho, onde a sua a relação de cores se instalam de meios tons.
Moderno porque relevante foi o seu pensar, influenciando outros na mesma postura diante da pintura, o seu papel do "novo" enquanto linguagem.
Concorco com o Fernando, que os termos moderno, modernismo e modernidade, suscitam interpretações, várias e confusas. Assim como o Silvares também o cita no seu discurso, onde o gosto pela novidade, a recusa do acadêmico, a posição de uma arte dita "da moda" (efêmera", fazem parte de um período econômico bem definido por marchands e especuladores, dentro deste espaço industrial e consumista. A arte sofre desta inversão de valores.

Obrigado à todos por me ajudarem a refletir sobre o tema.

bjs.

JU Gioli

sonia a.m. disse...

Oi JU,
Eu não conhecia Hans Hofmann e achei bonita a imagem que você postou. Deve ser bem interessante participar de um grupo de estudo sobre Arte.

Obrigada pela visita ao meu jardim, que no momento está com a grama cheinha de flores amarelas. As fotos não chegam perto da beleza do amarelo brilhante contra o céu azul. Os dias aqui estão lindos. Tiramos estas fotos nesta semana.
Beijos.

Maria Augusta disse...

Ju, a imagem desta tela do Hans Hofmann está linda e tive uma aula de pintura moderna e contemporânea lendo os comentários aqui postados.
Um grande beijo e um bom dia para você.

Fernando Zanforlin disse...

Ju, arte é produto de consumo, lembremos o acorrido na Rússia pós revolução, atrasou sobre maneira o pensamento que vinha sendo desenvolvido pelos então bons artistas russos. E ulteriormente começaram a surgir museus chamados modernos subscritos por grande coleções e ou fundações familiares de bastante projeção. Por haver mecanismos capitalistas, ( o que não tem nada de ruim) houve críticos que criaram a expressão arte contemporânea para tentar infrutiferamente classificar uma produção, que poderiae criar atrativos para novos museus ou coleções que surgiam. Há adjetivos a rodo para classificar a arte contemporânea. O moderno surge por volta do sec. XV, vai até quando? Ontem?
ßj∞

jugioli disse...

Fernando,
estou muito contente com as suas reflexões, acrescemtam imenso as nossas discussões.

bjs.

JU gioli

Translate this page

Poesia Virtual

Poema ao acaso

Tertúlias Virtuais

Tertúlias Virtuais
Inscreva-se e participe - todo dia 15 um novo tema

Clique e Participe

Clique e Participe
2 de setembro: Tema Ecologia

@

@
Territórios Anexados : @

Selo-comments

Selo-comments

As escritas

As escritas

As geometrias

As geometrias

As artérias

As artérias

Prêmio 2008 - concedido por Varal de Idéias

Prêmio de novembro 2007

Prêmio de novembro 2007
concedido por Vi Leardi

Prêmio junho 2007

Prêmio  junho 2007

Prêmio concedido por "Varal de Idéias"

Prêmio concedido por "Varal de Idéias"
junho 2007

Premiação de Primavera 2007

Premiação de Primavera 2007
Concedido por Varal de Idéias e le Jardin Éphémère

Presente de Vi Leardi 2007

Presente de Vi Leardi  2007

Olhares

free web counter