Só Poesias e outros itens....

  • Anexando Territórios e possibilidades expressivas

Translate

Seguidores

1 de abr de 2008

Clarice Lispector

Trecho do livro A DESCOBERTA DO MUNDO, de Clarice Lispector, pág. 70.

" Traduzo um trecho de um artigo de Struthers Butt sobre a irrealidade do realismo.

' Existe essa coisa como realismo no escrever, ou em outra espécie de arte, e o realismo em arte é possível? Não será a palavra 'realismo' em si mesma uma contradição quando aplicada a qualquer forma de arte, quer forma de expressão humana consciente e controlada? Pode-se também dizer que essa palavra está em contradição quando aplicada mesmo na suposta descrição de fatos numa coluna de jornal ou numa reportagem. O que é arte? Será a expressão humana consciente, controlada e dirigida em todas as suas miríades de manifestações, em nível alto ou baixo, movimentado ou parado, com ou sem valor, permanente ou efêmero? E o que é realismo?
' Esta é uma pergunta grande, porque o que nós estamos perguntando é o que é a vida? E tendo decidido - o que não conseguimos - estamos fazendo a nós mesmos uma pergunta igualmente grande. Qual é a relação entre a arte e a vida? Qual a conexão? o cordão umbilical? E por que a arte pula da vida? e quase no mesmo tempo? e inevitavelmente? Porque nada é mais claro, ou mais provado pela História e pela Antropologia, que o homem, mal começa a sê-lo, exibe a urgência de exprimir artisticamente. Não estava satisfeito com a forma das coisas como são, e começava a moldá-las cruamente. Despois de um tempo - em comparativamente o pequeno espaço de algumas centenas de milhares ou milhões de anos - tornou-se bastante bom, começou a pintar em paredes, a escavar intricados desenhos em ossos.'"


.
contribuição enviada por Paulo Mandarino
foto: JU Gioli

8 comentários:

Sonia disse...

Gostei de ler este trecho sobre o realismo.
Clarice Lispector para mim, a melhor entre as melhores!

PS: Fiquei contente por você ter gostado do meu novo template. Como eu dou mais força para a foto, esse modelo é melhor, pois permite fotos maiores. Quanto ao texto em inglês, procuro escrever pouco, para não errar muito...
Beijos!

Andrea disse...

Sure wish I could read your language so I could figure out more about your photo. It is an unusual shot. Nice.

LUIZ SANTILLI JR. disse...

Sinto imensa falta das cores, das paletas, dos choques provocados pelas imagens!

Não trabalho muito bem com palavras, para mim o mundo é mais visual do que conceitual!

As figuras, suas formas e cores são instantâneamente percebidas, gosta-se ou não!

Os conceitos são lineares, só fazem sentido no final de uma cadeia de simbolos que convencionamos chamar de letras, que agrupados podem ou não ter um sentido!

As formas têm sempre um sentido, uma direção, causam percepção instantânea, têm uma mensagem!

Dê-me aquelas formas, cores e movimentos...

Luiz

Eduardo P.L. disse...

Gostei do Texto.

E dos comentários que o completam.

Gosto de saber o que pensam os outros!

Bjs

Maria Augusta disse...

Também gostei da imagem e do texto, é verdade que o homem procura sempre moldar a realidade como ele gostaria que ela fosse ou reproduzi-la como ele a vê através da arte.
Contrariamente ao Luiz, adoro textos, acho que eles nos deixam completa liberdade para criarmos em nossa mente as imagens correspondentes.
Beijo.

Só- Poesias e outros itens disse...

Sonia:
concordo sobre Clarice Lispector.
Obrigado pela visita.

JU Gioli

Só- Poesias e outros itens disse...

Luiz:
obrigado pela visita.
Seus pontos de vistas estão anotados. São as diferenças que se complementam, nesta diversidade maravilhosa dos humanos.

bjs.

JU Gioli

Só- Poesias e outros itens disse...

Eduardo

Maria Augusta

obrigado pelos comentários.

JU Gioli

Translate this page

Poesia Virtual

Poema ao acaso

Tertúlias Virtuais

Tertúlias Virtuais
Inscreva-se e participe - todo dia 15 um novo tema

Clique e Participe

Clique e Participe
2 de setembro: Tema Ecologia

@

@
Territórios Anexados : @

Selo-comments

Selo-comments

As escritas

As escritas

As geometrias

As geometrias

As artérias

As artérias

Prêmio 2008 - concedido por Varal de Idéias

Prêmio de novembro 2007

Prêmio de novembro 2007
concedido por Vi Leardi

Prêmio junho 2007

Prêmio  junho 2007

Prêmio concedido por "Varal de Idéias"

Prêmio concedido por "Varal de Idéias"
junho 2007

Premiação de Primavera 2007

Premiação de Primavera 2007
Concedido por Varal de Idéias e le Jardin Éphémère

Presente de Vi Leardi 2007

Presente de Vi Leardi  2007

Olhares

free web counter