Só Poesias e outros itens....

  • Anexando Territórios e possibilidades expressivas

Translate

Seguidores

30 de nov de 2008

Today´s Flowers

~~
aquarela: Ju Gioli
60cm x 80 cm
~~~~
veja mais e participe no
.






''Magnólia''' é uma flor proveniente de plantas do gênero ''Magnolia''', família [[Magnoliaceae]]. Também é o nome popular das plantas deste gênero, nativas das zonas temperadas do hemisfério norte.

As magnólias são árvores, arbustos ou arvoretas [[semi-descíduosemi-descíduas]] ou [[descídua]]s, apreciados como planta ornamental em jardins, principalmente em locais de clima temperado ou subtropical. Produzem abundantes flores brancas ou rosadas, grandes e perfumadas.

A ciência [[botânica]] tem um interesse especial pelas magnólias, por apresentarem estruturas reprodutivas e anatômicas que se acredita serem extremamente primitivas em relação a todas as outras flores, apresentando semelhanças com [[Gimnosperma]]s primitivas. Alguns dos fósseis mais antigos de [[Angiosperma]]s conhecidos ,apresentam flores semelhantes às magnólias.

Alguns estudos sugerem que as magnólias podem ser as primeiras flores que surgiram no nosso planeta, mas isso não é comprovado.



Fonte: google

29 de nov de 2008

Ensaios



Grafite e aquarela: JU Gioli
.
~~
aulas de modelo vivo com
.
~~~~

28 de nov de 2008

Geometrias

~~
acrílico s/ tela
Ju Gioli
120cm x 120 cm

26 de nov de 2008

Collage

collage: JU Gioli

25 de nov de 2008

Ser Pintor


Ser Pintor


Sou um pintor
De todas as coisas
Artista que vê
A porta e a cadeira
Que vê nas coisas macias uma falha
E vê nas coisas redondas um buraco
As cores para ele existem
Porém a forma íntima
Ele não conhece
Mas o mundo é colorido e forte
Com luz e sombra
E formas que se entrelaçam
E o céu para ele não é azul
Quando corre sobre os prados e as árvores
E o rio não é apenas entre as margens
Quando as cores se espalham sobre a terra

E para ele uma árvore não é uma árvore
Mas uma canção de beleza no céu

E as cores não são para ele apenas cores
Cada uma é um sonho numa fantasia
Que torna irreal este vosso mundo
Para ele
Para este homem pintor
...
Poema de:
Albrigh, pintor americano.
ilustração:
acrílico s/ tela: JU Gioli
...

Poesia Urbana

foto: JU Gioli
.

24 de nov de 2008

Novos Territórios

Julio Kohl
Tinta óleo s/papel fotográfico
~~~~

23 de nov de 2008

Today´s Flowers

Mensagens:

"Que a estrada se abra à sua frente,
Que o vento sopre levemente às suas costas,
Que o sol brilhe
morno e suave em sua face,
Que a chuva caía de mansinho em seus campos...
E, até que nos encontremos de novo,
Que os Deuses lhe guardem na palma de Suas mãos."
Oração Celta
~~~~~~
foto: Ju Gioli
veja mais em:

19 de nov de 2008

As escritas

acrílico s/ tela: JU Gioli
80cm x 80 cm
~~~~

18 de nov de 2008

Fragmentos

"Degas"
~~~~
~~~~

17 de nov de 2008

Pensamentos

" Um herói surge entre cem homens; um sábio, entre mil;
mas não se encontra um homem perfeito
nem entre cem mil".
Platão
~~~~~
collage: Ju gioli

15 de nov de 2008

Meu ídolo

Meu Ídolo , meu Herói.....


Depois de algumas horas, trilhando pela memória, sobre quem seria o meu herói, pensei em primeiro lugar no meu pai, depois em tantos outros, que a lista seria interminável. Então pensei no que a palavra, ou o sentimento de ser herói representa para mim, e afinal o que significa ser herói, deste século, dentro desta modernidade.
E pensei naquele que saber ser herói, isto é, que para mim sabe ser um indivíduo.

Porque ao meu ver, Herói, é o homem que sabe ser sábio, e não teme a vida, ou aquele que sabe aceitar um céu na terra, e naturalmente um inferno em cada esquina.
Saber desfrutar a vida, é ser herói, e nada de ser perfeito, nada de luta pelo inatingível, nada de postular o desconhecido; nada disso, mas tornar a pobre, a mortal natureza humana tal como é, e pensar em organizar a vida para vive-la pacificamente, suportar suas falhas nobremente ,e viver sempre que possível com a felicidade na agenda.

Felicidade que impõe sabedoria: - ao vetar as suas tolas ambições e ao emancipar-se das falsas seduções: fama, riqueza e poder, ou seja, o que nas línguas massificadas se resume em “sucess”.


A coragem de ser natural é uma coisa muito rara, homens que alimentam a simplicidade na sua vida pessoal são a marca dos verdadeiramente grandes, e entendem e praticam a filosofia do humanismo inato do coração, que está em ser simples, humilde e tolo - pois fama, riqueza e poder diminuem o poder de decisão junto ao seu amigo mais próximo, por falta de tempo, e diminuem vertiginosamente a humanidade de todas as ações.

Hoje, é herói ainda, aquele que intui, que para praticar a humanidade nas ações, percebe que não há regras, pois do contrário não é verdadeiramente humano aquele que impõe regras ao amor.

Amor ao próximo não deve ser uma doutrina, um artigo de fé, uma condição intelectual, ou uma tese de argumento. O amor natural de todo herói, é perfeitamente natural para sentir a vida, e deve ser tão natural como é para os pássaros agitar as asas.

Um homem de verdade não pode ser cruel com o próximo, e se ele ama de verdade as árvores não pode ser cruel com os animais, porque ele seque a natureza com uma lupa nos olhos, para sentir que não há outro motivo da existência da arte, da poesia, da religião ou política, senão a de restaurar em si um sentido mais vital de existência.
Ser natural, faz-nos sóbrios, um tanto tristes talvez, e a muitos nos torna poéticos, e a poucos mais sábios em entender que, além da nobre arte de conseguir fazer as coisas, existe a mais nobre arte de deixar as coisas por fazer.

E, este é o meu herói, um mestre em procurar manter um sensato equilíbrio num mar de tempestades, com são os dias de hoje, porque um ser razoável e feliz, na sua tempestade e até do seu não saber, procura a melhor direção dos ventos para seguir adiante.

Texto: JU Gioli




Postagem para o Tertúlia Virtual de 15 de Novembro
Participe no link

14 de nov de 2008

Paletas de cores



~~







Uma linda e diversificada


paletas de cores
enviada por Fernando Zanforlin
que me lembrou as
paletas de cores de
Kandinsky










~~~~

13 de nov de 2008

Poesia Urbana # 5

~~
foto e collage : JU Gioli~
.

11 de nov de 2008

Poesia urbana # 4

collage: JU Gioli

10 de nov de 2008

Aquarelas

Desenho c/ lápis aquarela : JU Gioli
à direita desenho esboço de : Israel Kislansky
modelo vivo em atelie
.

8 de nov de 2008

A dor dos outros

Estamos diante de um século tecnológico, ou vivendo neste que podemos considerar capaz de fazer inveja os séculos passados. Estamos à volta com telefones, geladeiras, internet, câmeras fotográficas, vídeos, TVs e tantos outros itens, que se tornaram parte integrante do nosso cotidiano, e nem nos damos conta das inovações, cada vez mais modernas dos chips última geração.
Hoje, nem podemos imaginar um mundo feito apenas de torradeiras, sem microondas ou computadores, e corremos atrás das novidades como abelhas no mel, quando hardwares e softwares são lançados, antes mesmo de ter tempo para aprender a usá-los, já estamos à volta em instalar novos e novos cabos.
Hoje, acompanhamos um cena de seqüestro pela TV, como uma novela, porque um seqüestro ganha referência e ibope, e somos expectadores passivos desta mídia. E, assim vemos os próprios assassinos ganharem seus quinze minutos de fama ( ou mais).
E, aos nos tornamos expectadores passivos, não refletimos sobre a representação cotidiana da violência, onde o perigo é a falta de profundidade, porque lugar comum, a violência está sem parâmetros.
A cobertura intensa da violência é capaz de fazer inveja as estrelas do show biz.
Tudo é calculado, sem scripts , mas com celebridades anônimas que vamos conhecendo, em sua overdose de ângulos nesta hiper- realidade visual auditiva. E, sendo apenas expectadores, aceleramos e promovemos audiência em escala nacional.
Fiquei imaginando, aquele seqüestrador com suas vitimas, que foi caso recente no país, ali sentado em sua sala, com o controle na mão, assistindo sua própria vida sendo esmiuçada, vendo sua família, seus amigos, a polícia na sua porta, enquanto saboreava uma pizza.

Com será que ele, vendo suas imagens tão amplamente difundidas até a exaustão, estava se sentindo?
E nós diante da dor dos outros?
Uma jovem foi morta neste episódio , será que estamos tão anestesiados, a ponto de apenas mudar o canal e ver o outro, que pegou outros ângulos em diferentes momentos. Não sentimos náusea, dor ou culpa, mas apenas conferimos ter visto mais uma história de final infeliz, como tantas outras histórias de atores anônimos deste século ultra tecnológico.

Texto: JU Gioli

Paletas de cores

foto: JU Gioli

6 de nov de 2008

Poesias insólitas

Fuerza Bruta

Fui este final de semana assistir, dos criadores do argentino de La Quarda, um ótimo espetáculo.

Fuerza bruta, evoca coreografia exata, música eletrizante e efeitos poderosos par criar cenas onde as falas são substituídas por movimentos físicos e visuais deslumbrantes.

A idéia genial de uma piscina de lona transparente acima dos espectadores e que em alguns momentos chega ao alcance das mãos, onde sentimos o vôo intrépido dos personagens pelas águas.

Em outro momento a dança de um casal, um de cada lado de uma vela, simulando um navio, onde tentam se reencontrar no meio de uma tormenta. É arrepiante a força desta cena.

Há muita poesia, em cenas de memórias de infância, onde vemos personagens com os seus pés nas ondas do mar, o desejo de correr, o desejo de voar, ou de andar pelas nuvens.

São muitas imagens, onde os temas causam surpresa , muita poesia e fazem sonhar.

~~~~

5 de nov de 2008

Geometrias

acrílico s/tela: JU Gioli
140cm x120cm
~~~~

4 de nov de 2008

Poesia Urbana # 3

foto e collage: JU Gioli

3 de nov de 2008

Amor e Arte

Luise Weiss e Feres Khoury:

Dois artistas, que trabalham em diferentes técnicas e suportes, fazem parte do que há de

melhor dentro da tradição da gravura brasileira. Alunos de grandes mestres, como

Renina Katz e Evandro Carlos Jardim, são igualmente formadores de novos artistas em

suas múltiplas atividades de docência, injustamente desconhecidos de grande parcela do público

brasileiro.

foto e
colage: JU Gioli

2 de nov de 2008

Ecological Day





Paletas de cores
pensar o mundo com essa possibilidade
infinita de cores
~~~~
e participe em
fotos: JU Gioli

Translate this page

Poesia Virtual

Poema ao acaso

Tertúlias Virtuais

Tertúlias Virtuais
Inscreva-se e participe - todo dia 15 um novo tema

Clique e Participe

Clique e Participe
2 de setembro: Tema Ecologia

@

@
Territórios Anexados : @

Selo-comments

Selo-comments

As escritas

As escritas

As geometrias

As geometrias

As artérias

As artérias

Prêmio 2008 - concedido por Varal de Idéias

Prêmio de novembro 2007

Prêmio de novembro 2007
concedido por Vi Leardi

Prêmio junho 2007

Prêmio  junho 2007

Prêmio concedido por "Varal de Idéias"

Prêmio concedido por "Varal de Idéias"
junho 2007

Premiação de Primavera 2007

Premiação de Primavera 2007
Concedido por Varal de Idéias e le Jardin Éphémère

Presente de Vi Leardi 2007

Presente de Vi Leardi  2007

Olhares

free web counter